Mudando de País com seu Bichinho de Estimação

Quando soubemos que iríamos passar um tempo indeterminado em NY por causa do MBA do meu marido, tivemos pouco tempo para preparar toda a mudança. Pedir demissão do trabalho cumprindo o aviso prévio, vender os móveis, mandar o que não foi vendido para a cidade de nossos pais (somos de SP mas na época morávamos em Brasília), separar o que iríamos trazer, correr atrás dos documentos para tirar o visto,idas à embaixada, enfim.... todo esse processo que os brasileiros que moram  fora bem conhecem.

Mas além disso tudo, tínhamos um outro desafio: trazer nossa gatinha, Mia Farrow, conosco. E posso dizer, sem a menor dúvida, que essa foi a parte mais estressante de minha mudança!
Para os brasileiros que estiverem pensando em levar o seu bichinho de estimação para os Estados Unidos, espero que esse texto ajude. Como cada país tem as suas regras, é preciso pesquisar muito antes de planejar a sua ida.

O primeiro a fazer é pesquisar o que o país exige ao desembarcar com um animal de estimação. No caso dos EUA, eu precisei de um atestado de saúde do veterinário devidamente traduzido e de um atestado do Ministério da Agricultura (CZI) autorizando  a ida do animal. Para conseguir os atestados o animal precisa estar com a vacina anti-rábica em dia (precisa ter sido vacinado nos últimos 12 meses). Porém, o atestado veterinário tem a validade de apenas 15 dias e o CZI de 10 dias após sua emissão. Como nossa ida estava planejada para o comecinho de janeiro e o posto de atendimento do ministério não abre durante feriados, precisei alterar a data da minha ida para poder ter tempo de conseguir todos os documentos.

Depois, é preciso pesquisar as exigências da cia aérea para transporte de animal. A TAM é a única empresa brasileira que permite levar animais de pequeno porte na cabine do avião. Como nossa gatinha é bem pequena e precisa de tratamento especial por possuir alguns problemas de saúde, achamos que a melhor alternativa seria trazê-la comigo. Conseguir garantir a ida de nossa gata foi uma grande novela, já que essa política de transporte de animais não é muito clara e o atendimento a clientes não sabia informar ao certo o que deveríamos fazer. Basicamente, a TAM declarava que só confirmaria a permissão de viagem com animal apenas dois dias antes do vôo (!!). Foram necessárias muitas ligações para a central de atendimento, agência de viagem, canal da ouvidoria, canal “Fale com o Presidente”, e até processo via Anac para conseguirmos uma resposta oficial da TAM.

Outro detalhe é que o formato do kennel (caixa de transporte) informado no site da TAM estava incorreto, maior que o espaço disponível embaixo da poltrona – nossa sorte é que descobrimos na ida de Brasília para SP e pudemos providenciar um novo kennel para a viagem internacional. Na dúvida, levamos ainda 2 kennels extras de diferentes tamanho para fazer a troca no momento do embarque! Uma dica é levar um kennel flexível na sua bagagem de mão. Caso eles encrenquem com a sua caixa, você usa o outro.

Outro ponto importante é a chegada nos Estados Unidos. De acordo com as regras americanas, o animal pode ser examinado logo após o desembarque e que qualquer desconfiança  (mesmo com os dois atestados de saúde) eles têm o direito de mandar o animal de volta. Que tensão!

Bom, no fim tudo deu certo: conseguimos embarcar, a viagem foi tranquila e ao chegar nos EUA pude passar na frente de todas as filas da imigração e ser atendida rapidamente pelo oficial responsável pelo transporte de animais – que foi muito simpático e nem tirou a Mia do kennel para examiná-la, aceitando os atestados de saúde.

Para as pessoas que optarem por trazer seu bichinho, acho importante providenciar um seguro de saúde animal aqui, já que qualquer serviço veterinário é muito mais caro que no Brasil.

Hoje, a Mia tem uma irmãzinha americana chamada Tequila. Não quero nem pensar em como será a próxima mudança, agora com duas gatinhas para nos acompanhar!!!!

Atenção: outros países, em especial os europeus, são super rígidos (até microchip no seu bichinho eles exigem), sendo que pelo fato de o  Brasil não ter eliminado a raiva, exigem quarentena (no Reino Unido, de 6 meses!!!).

Referências:

TAM - transporte de animais

Exigências gerais e documentação básica para emissão do CZI (arquivo pdf do portal do ministério da agricultura)

O que é CZI (arquivo pdf do portal do ministério da agricultura)

Bringing and Animal into de United States (portal do CDC - Center for Disease Control and Prevention)

www.pettravel.com

As duas empresas de seguro animal que foram indicadas pelo veterinário por serem as mais completas são:

Trupanion

ASPCA

|

Comentarios

Mary, sensacional o artigo. Muito útil!!!

Conseguiste superar as complicações que eu tive quando trouxe meu arco e flecha dos EUA para o Brasil... mas isso é outra história! ;-)

Responder

Obrigada por seu depoimento, estou de mudança para os EUA e querendo levar meu gato, foi muito útil! Sua gatinha não deu problema pra se adaptar, não tentou fugir? Fiquei preocupada agora pq meu gato é grandinho... será que outras linhas aéreas, internacionais, permitem kennels maiores?... : /

De qqr maneira, mt obrigada!

Responder

estou indo para Atlanta, GA dia 27-05-2012 e vou levar comigo o cachorrinho do meu filho, um poodle de 3,5 k, estou saindo de BSB com conexão em Manaus e desembarque em Miami, você levou o atestado do veterinário em Inglês, na chegada vc tem que falar que está com o animal, como é que é. Aguardo sua resposta. Abs

Responder

Ola. 

Somos os fabricantes e vendemos a Mala Aeropet. p.36 a mala que a Tam pede para embarque na cabine de pasageiros.para voos nacionais e internacionais. o ANIMAL MAIS A MALA NAO DEVEM PASSAR DE 10 K. 

COM ESTA MALA VC PODERA EMBARCAR TRANQUILAMENTE . VEJA NOSSO SITE E ENTRE EM CONTATO PARA EFETUAR SUA COMPRA OU TOIRAR SUAS DUVIDAS. WWW.PETCAR.COM.BR 

VEJA NOSSO BLOG WWW.PETCARBRASIL.BLOGSPOT.COM

Responder

Olá!
Você precisou fazer uma tradução juramentada desses documentos?

Responder

Bom dia ! Uma duvida que tenho e acredito que todos aqui tenham tambem !, na imigração ai dos EUA mesmo, perguntaram quanto tempo vc ficaria ai ? você foi com visto de turista? o que eles poderão perguntar, o que eu deveria alegar pra não ter problemas ? Se possivel de mais detalhes de sua conversa com o agente da imigração.

Aguardamos, essa é uma pergunta muito util.

Att

Responder

Escreva um comentário

Desea usar sua foto? - Inicie sua sessão ou Cadastre-se grátis »
Comentários a este artigo no RSS

Comentarios recientes

Cerrar